Xavier Lázaro no top-16 da jornada inaugural do WSK Super Master Series em Itália

Columns: Races
Xavier Lázaro cumpriu este fim de semana em Lonato a segunda presença (em oito dias) numa competição sob a égide da WSK Promotion. Naquela que será uma temporada amplamente dominada pela participação em provas em solo italiano, o jovem piloto de nove anos vai mostrando que todo o esforço e planeamento das suas competições irá dar frutos.

Texto: Jorge Cabrita
Fotos: Sportinphoto Kart Photo-Agency


Na prova de abertura da Super Master Series, Xavier Lázaro foi preponderante, cotando-se como um dos mais rápidos na qualificação, sendo regular bem dentro do top 10 nas eliminatórias e garantindo o top 6 na Pré-Final A. Na Final, acabou por sentir algumas dificuldades em assegurar um ritmo que permitisse lutar pelo top 10, mas conseguiu nas derradeiras três voltas da prova, vir de 22º até se colocar no 16º lugar, a classificação possível numa corrida frenética. O saldo para este fim de semana é francamente positivo, deixando excelentes indicadores para o resto de uma intensa temporada, em que o português cumpre a totalidade do calendário de provas WSK.

Xavier Lázaro

“O Xavier esteve no cômputo geral muito bem este fim de semana”, disse o pai Vasco Lázaro. “Foi protagonista no ‘Qualifying’, depois limitou-se a cumprir o objetivo de concluir as eliminatórias dentro do top 10 e fez uma excelente corrida na Pré-Final. Na Final, onde saiu entre os mais fortes, acabou por não conseguir ter o ritmo que pretendia, mas nas últimas voltas conseguiu recuperar alguns lugares para ser 16º.”

Segundo melhor tempo da série no ‘Qualifying’
Xavier Lázaro chegou focado e completamente desinibido à primeira etapa do WSK Super Master Series. Confortável em Lonato, o português cedo mostrou que não vinha ‘passear’ em nova visita ao South Garda Karting. No Qualifying, na sua série, Lázaro garantiu o segundo melhor tempo. A volta em 56,620s deixou-o a apenas 0,076s da melhor volta. O jovem da Várzea de Sintra colocou-se na frente de alguns dos nomes sonantes entre a sua categoria, como Niccolo’ Perico (Energy Corse) ou Seba Eskandari (Tonykart Racing Team).

Em gestão nas eliminatórias e ao ataque na Pré-Final
O desempenho do piloto português da DR nas três eliminatórias foi esclarecedor no que toca à sua evolução em competições internacionais, deixando evidente a maturidade que vem adquirindo na pista. Saindo para as três corridas que antecediam a Pré-Final sempre do segundo lugar, Lázaro foi sobretudo eficaz, no sentido de não ter qualquer problema que o empurrasse para a segunda parte do pelotão. Com o objetivo de se colocar nas primeiras posições do ‘grid’ na Pré-Final, o piloto da DR limitou-se a terminar as provas isento de contrariedades.
Para as três corridas, o Xavier saiu sempre do pior lado da pista, sabendo que teria que esperar pela iniciativa do piloto que ao seu lado largava da primeira posição. Nas três corridas, com cautelas, perdeu algumas posições nas primeiras voltas, mas manteve o foco em concluir sem problemas e no top 10. Garantiu a sétima posição na Eliminatória 1 e foi oitavo na corrida seguinte. Na Eliminatória 3 teve o seu melhor desempenho. Depois de uma largada menos conseguida, em que perdeu vários lugares, não esmoreceu e atacou para garantir o quinto posto, com alguns momentos de condução que não passaram despercebidos.

Xavier Lázaro

Na Pré-Final, o jovem de nove anos mostrou mais uma vez a sua garra e o quanto já se sente confortável num ambiente de forte competitividade. Largando da sétima posição, Xavier Lázaro saiu forte no arranque e ‘saltou’ para o top 4, para pouco depois assumir a segunda posição. Chegou a abrir uma boa vantagem para os dois pilotos que o seguiam, mas com alguma falta de velocidade no DR, especialmente em reta, o português acabou por ser alcançado e ultrapassado. Sempre muito competitivo, lutou pelo top 3, mas nas últimas voltas teve que lidar com o ritmo muito forte de vários pilotos no pelotão da frente. Conseguiu terminar no sexto lugar, um resultado que premeia aquele que foi talvez o seu melhor desempenho nesta ronda de abertura da Super Master Series.

Aprender a outro nível na Final
Apesar de esta ser a segunda presença de Xavier Lázaro numa final da Sub-10 no espaço de oito dias, a verdade é que para a primeira prova da Super Master Series o português viu-se num cenário novo: iniciar a prova nos lugares da frente, num pelotão de 36 competitivos participantes. O início da corrida de 10 voltas não foi fantástico para o piloto da DR, que saiu da 11ª posição, caindo vários lugares nas primeiras voltas e chegando a andar na 22ª posição. No entanto, com o decorrer da prova Xavier Lázaro encontrou o seu melhor ritmo, conseguindo nas últimas voltas subir vários lugares, vindo a concluir em 16º. O português sofreu ainda assim com alguma falta de ritmo no DR, problema que já havia sentido na Pré-Final e que, aparentemente, não foi possível resolver para a corrida de todas as decisões.
Segue-se uma semana de descanso para Xavier Lázaro, que retorna a Itália ainda este mês, para nos dias 16 a 19 de fevereiro correr em Franciacorta a segunda prova da WSK Super Master Series.

Xavier Lázaro

Created by: fcairrao - 06/02/23

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter