Martim Marques sagra-se Campeão do Mundo Rotax na categoria Micro-Max

Columns: Races
Martim Marques sagrou-se campeão do Mundo da categoria Micro-Max na 22.ª edição Rotax MAX Challenge Grand Finals (RMCGF) que terminou hoje no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão. Um feito histórico para o Karting português, já que nenhum piloto nacional tinha conseguido conquistar o título. Os restantes pilotos lusos tiveram sortes distintas.

Filipe Cairrão
Fotos Alexandre Araújo/HelloFoto

A 22.º edição das Rotax MAX Challenge Grand Finals (RMCGF) terminou hoje no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, com 394 pilotos de várias nacionalidades, distribuídos por oito categorias.

Martim Marques categórico Campeão do Mundo na Micro-Max
Na categoria Micro-Max, com 36 concorrentes com karts equipados com chassis Birel ART, Martim Marques foi o nono mais rápido nos treinos cronometrados e obteve um quarto e um sexto lugares nas mangas de qualificação, pelo que arrancou da quinta posição na Pré-Final, onde esteve envolvido num acidente que lhe provocou um furo no pneu do seu kart e o relegou para a 34.ª posição. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Martim Marques largou da 11.ª posição na Final, mas rapidamente chegou aos lugares da frente. A luta pela liderança foi emocionante até à bandeira xadrez, com constantes trocas de posições, mas Martim Marques acabou por bater toda a concorrência e sagrou-se com todo o mérito campeão do Mundo da categoria Micro-Max. O melhor resultado de sempre de um português em 22 edições das Rotax Max Challenge Grand Finals.

Martim Marques


Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves foi o 30.º mais rápido nos treinos cronometrados e obteve um 20.º e um 36.º lugares nas mangas de qualificação, pelo que arrancou da 32.ª posição na Pré-Final, onde foi 27.º classificado. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Ricardo Gonçalves largou da 31.ª posição na Final e terminou no 23.º lugar.


João Maria Pereira

João Maria Pereira e Afonso Ferreira na categoria Mini-Max
Na categoria Mini-Max, com 72 concorrentes com karts equipados com chassis Praga, João Maria Pereira foi o 27.º mais rápido nos treinos cronometrados e nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, obteve um 10.º, um 19.º e um 20.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 14ª posição e viu a bandeira xadrez no 8.º posto. Com a soma dos resultados obtidos nas três mangas de qualificação e na Pré-Final, João Maria Pereira largou da 21.ª posição na Final, disputada por 36 concorrentes e terminou no 27.º lugar, devido a uma penalização, numa corrida em que venceu o libanês Christopher El Feghali.


Afonso Ferreira

Afonso ferreira foi o 10.º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, o jovem piloto português obteve um 11.º, um 13.º e um 8.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 9.ª posição. Contudo, o jovem piloto português viu-se envolvido num acidente e fraturo um braço, dando assim, de forma inglória, terminada a sua caminhada no ‘Mundial Rotax’.


Tomás Gomes na Final da categoria Júnior
Na categoria Júnior, com 72 concorrentes com karts equipados com chassis Sodikart, Tomás Gomes foi o 31º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, o jovem piloto português obteve um 22.º, um 15.º e um 7.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 12.ª posição e viu a bandeira xadrez no mesmo posto. Com a soma dos resultados obtidos nas três mangas de qualificação e na Pré-Final, o piloto de Braga garantiu o apuramento para a Final, disputada por 36 concorrentes, e depois de arrancar da 22.ª posição e terminou no 23.º lugar, sendo um bom resultado para um piloto ‘rookie’, numa corrida em que venceu o britânico Scott Marsh.


Gabriel Caçoilo na categoria Sénior Max
Na categoria Sénior Max, com 72 concorrentes com karts equipados com chassis Sodikart, Gabriel Caçoilo foi o 29.º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, o piloto português obteve um 6.º, um 11.º e um 10.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 6.ª posição e garantiu um excelente 3.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas três mangas de qualificação e na Pré-Final, o piloto de Aveiro arrancou da 8.ª posição na Final, disputada por 36 concorrentes, terminou no 34.º lugar, numa corrida em que venceu o britânico Kai Hunter.


Gonçalo Coutinho e Guilherme Lemos na categoria DD2
Na categoria DD2, com 72 concorrentes com karts equipados com chassis Birel ART, Gonçalo Coutinho foi o 62.º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, o piloto português obteve um 21.º, um 33.º e um 18.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 24.ª posição e viu a bandeira xadrez no 21.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas três mangas de qualificação e na Pré-Final, o piloto de Rio Tinto (Gondomar) não conseguiu o apuramento para a Final, ganha pelo britânico Mark Kimber.

Guilherme Lemos foi o 63.º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, disputadas por 36 pilotos, o piloto português obteve um 30.º, um 28.º e um 33.º lugares, pelo que largou numa das Pré-Finais da 34.ª posição e viu a bandeira xadrez no 29.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas três mangas de qualificação e na Pré-Final, Guilherme Lemos não conseguiu o apuramento para a Final.

Fabio Kieltyka na categoria DD2 Master
Na categoria DD2 Master, com 36 concorrentes com karts equipados com chassis Praga, Fabio Kieltyka foi o 28.º mais rápido nos treinos cronometrados. Nas mangas de qualificação, o piloto belga – que optou por representar Portugal – obteve um 24.º e um 17.º lugares, pelo que arrancou na Pré-Final da 18.ª posição, mas foi forçado a abandonar. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Fabio Kieltyka largou da 29.ª posição na Final e terminou no 24.º lugar, devido a uma penalização, numa corrida em que venceu o letão Kristaps Gasparovics.

João Dias e Manuel Martins na E-20 Sénior
Na categoria E20 Sénior, com 18 concorrentes com karts elétricos, João Dias foi o 15º mais rápido nos treinos cronometrados e nas duas mangas de qualificação obteve um 16.º e um 10.º lugares, pelo que largou da Pré-Final da 13.ª posição e terminou no 14.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, João Dias arrancou da 14.ª posição na Final e viu a bandeira xadrez no ??.º lugar, e viu a bandeira xadrez no 13.º lugar, numa corrida em que venceu o sueco Jesper Sjoeberg.

Manuel Martins foi o 13º mais rápido nos treinos cronometrados e nas duas mangas de qualificação obteve um 15.º e um 12.º lugares, pelo que largou da Pré-Final da 15.ª posição e terminou no 17.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Manuel Martins arrancou da 15ª posição na Final, corrida em que foi forçado a abandonar.

Henrique de Oliveira na E-20 Júnior
Na categoria E20 Júnior, com 16 concorrentes com karts elétricos, Henrique de Oliveira foi o 7º mais rápido nos treinos cronometrados e nas duas mangas de qualificação obteve um 16.º e um 8.º lugares, pelo que largou da Pré-Final da 12.ª posição e terminou no 7.º lugar. Com a soma dos resultados obtidos nas duas mangas de qualificação e na Pré-Final, Henrique de Oliveira arrancou da 10.ª posição na Final e viu a bandeira xadrez num positivo 6.º lugar, numa corrida em que venceu o sueco Joel Bergstroem.

Created by: fcairrao - 26/11/22

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter