Nelson Silva será ‘lição de vida’ no Campeonato de Portugal Rotax 2022

Columns: News and Previews
A vida de Nelson Silva deu uma volta de 180 graus em 2007, mas, desde então, tem sido um exemplo de superação, já que não deixa que a sua limitação física o impeça de cumprir objetivos. Em 2022, vai submeter-se a mais uma ‘provação’, pois será um dos pilotos da categoria DD2 Master do Campeonato de Portugal Rotax, motivado também pela criação da Comissão de Deficiência e Acessibilidade (D&A) na FIA.

Com toda a naturalidade, Nelson Silva revela um dos objetivos para 2022. “Quero mostrar que pessoas como eu, limitadas fisicamente, não devem desistir dos seus objetivos, sejam eles quais forem. Em 2007, quando tinha 20 anos, sofri um acidente de moto e parti as duas pernas. A direita teve de ser totalmente amputada e a esquerda ficou com graves mazelas. Nos quatro anos que se seguiram estive sempre em casa para me adaptar à vida tal como ela se apresentava para mim. Em 2011, deram-me alta médica e a partir daí comecei a aprender uma nova vida, casei e tenho hoje uma filha com 6 anos. Nunca desisti de viver. Agora, com 35 anos, vou enfrentar um novo desafio, que será disputar o Campeonato de Portugal Rotax, que faz parte do calendário desportivo da FPAK. Para além de ser um desafio para mim, este é um projeto único em Portugal, dado que não há memória de alguém com uma incapacidade física como a minha a correr num Campeonato de Portugal de Karting, sendo também uma homenagem ao meu pai, que fundou a equipa AlbaKarting”.

Uma das principais motivações para Nelson Silva correr no Karting de competição, foi quando soube, há dois anos, que a FIA – por decisão de Jean Todt – criou a Comissão de Deficiência e Acessibilidade (D&A), liderada por Nathalie McGloin, que também sofreu um acidente de viação quando tinha 16 anos. Tornou-se na primeira mulher tetraplégica a ter uma licença para praticar desporto motorizado (16 anos depois do acidente).

Nelson Silva tem vindo a preparar-se ao longo dos últimos anos para este desafio. “Em 2018 e 2019, disputei o Troféu de Baltar na categoria X30 Shifter e consegui um pódio, com o apoio do Nuno Martins e do Bruno Gonçalves, da Norma Racing Team. Com eles, com o apoio da minha família, amigos e, para já, com cinco patrocinadores – Patarekices, Seguros Gamboa, Baterias da Cidade, Auto Guerra e Filho, Lda e Costura Urbana – estou muito entusiasmado com este projeto. E espero que outras empresas e pessoas se associem a ele, para chegarmos ao final da época e dizermos que conseguimos fazer algo inédito em Portugal. Será o meu maior feito, tentar que este projeto chegue ao fim. Pelo esforço físico e mental. Pelo meu Pai. Agradeço à minha esposa e à minha filha, assim como restante família (mãe e irmão) e amigos. E o meu muito obrigado ao Filipe Cairrão, ao Pedro Neto e tantos outros...”, sublinha Nelson Silva.

Created by: fcairrao - 18/02/22

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter