Xavier Lázaro num admirável mundo novo com apenas 8 anos… e 127 adversários

Columns: Races
A categoria Mini registou um novo recorde de inscritos na WSK Final Cup. No Adria International Raceway, em Itália, competiram 128 pilotos na classe dos mais jovens.

Com apenas 8 anos de idade, festejados em agosto, Xavier Lázaro contrariou a famosa lei de Murphy, de que “se algo pode correr mal…vai correr mesmo mal”. Senão vejamos o cenário: competir na WSK Final Cup perante 127 adversários, sem experiência em provas internacionais, as seis mangas de qualificação eram disputadas por 36 concorrentes, pelo que a probabilidade de se ver envolvido em incidentes era, por isso mesmo, considerável, face há pouca experiência que tem em competir com tantos adversários… e na categoria Mini do WSK alinham sobretudo pilotos com já cumpriram 10, 11 ou 12 anos, sendo esta a idade limite.
Tudo isto foi superado pelo jovem piloto de Várzea de Sintra, tendo, inclusive, uma prestação que agradou à equipa DR Racing – dirigida pelo pentacampeão do mundo, Danilo Rossi – e que excedeu também as expetativas do pai, Vasco Lázaro, que nos contou um pouco desta aventura, depois de verificarmos que Xavier Lázaro estava entre os inscritos da categoria Mini da famoso WSK Final Cup, disputada este fim de semana, no Adria International Raceway, em Itália. “Sim, o Xavier foi um dos 128 pilotos que disputou a categoria Mini da WSK Final Cup, prova que curiosamente registou um novo recorde de inscritos só na categoria Mini. Mas podiam ser mais. A organização é que colocou um limite de participantes. Decidimos proporcionar esta experiência ao Xavier como um prémio de final de época, mas sabíamos que tinha tudo para não correr lá muito bem. Ou seja, com tantos pilotos, não sabíamos como iria ser o comportamento do Xavier em pista, perante concorrentes bem mais experientes. A verdade é que foi excelente”, começou por contar Vasco Lázaro, para depois revelar mais pormenores sobre o desafio que o Xavier enfrentou. “Nos treinos cronometrados, o Xavier foi 28.º classificado do seu grupo, pois fez a sessão praticamente sozinho e sem ‘cone de ar’ era difícil fazer bons tempos. Depois acabou por nos surpreender nas seis mangas que disputou. À exceção de uma penalização por ter o ‘spoiler’ danificado, porque um piloto travou à frente dele na volta de lançamento, nas restantes cinco mangas esteve sempre a recuperar posições e nunca esteve envolvido em incidentes. Terminou todas as corridas e isso para nós foi excelente, pois o nível competitivo da categoria Mini do WSK é muito elevado. Por outro lado, esteve sempre a evoluir desde o primeiro dia, pois terminou algumas mangas com uma diferença de apenas 0,6s para o vencedor. Tendo em conta que o Xavier era um estreante numa competição tão exigente, a prestação dele foi excelente e o próprio Danilo Rossi também disse o mesmo”, concluiu Vasco Lázaro.

 

Created by: fcairrao - 22/11/21

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter