Guilherme de Oliveira campeão ibérico na DD2 e Bravo Lima garante título na Master

Columns: Races
O Rotax Max Challenge Portugal das categorias DD2 (dos 15 aos 31 anos de idade) e DD2 Master (a partir dos 32 anos) terminou hoje, no Kartódromo Internacional de Braga, com o derradeiro dia de competição da quinta e última jornada dupla. Guilherme de Oliveira chegou ao título na época de estreia com um pleno de vitórias no Minho, enquanto Gonçalo Coutinho e José Barros também terminaram no top-3 do troféu. António Bravo Lima é o novo campeão entre os Master, após boa réplica de Telmo Santos.

Por Ricardo S. Araújo
Fotos Alexandre Araújo/Hellofoto


Pouco depois de ter mostrado seu talento nas primeiras incursões pela Fórmula 4 e pela categoria KZ2, Guilherme de Oliveira (Tonykart) alcançou mais um feito notável na sua carreira. O piloto de Vila Nova de Gaia sagrou-se campeão da categoria DD2 do Troféu Rotax à primeira tentativa e também campeão ibérico, alcançando um pleno de vitórias nas duas provas deste fim de semana, em Braga. Tudo isto depois de já ter sido bicampeão da categoria Sénior Max, também na prova minhota.

Gonçalo Coutinho e Guilherme de Oliveira no pódio do Troféu Rotax DD2 2020. José Barros foi terceiro.
 
Na DD2, a conquista de Guilherme de Oliveira foi abrilhantada pela oposição de Gonçalo Coutinho (Praga) ao longo da temporada, com o piloto de Gondomar a terminar a prova deste domingo no 2.º lugar. O forte e extenso contingente espanhol em Braga foi hoje liderado por Aleix Navarro (CRG), que terminou no 3.º posto final, logo na frente do experiente Javier Campo (Tonykart), que voltou a não dar hipóteses entre os Masters. Contudo, o novo campeão do Rotax Max Challenge Portugal da categoria DD2 Master é António Bravo Lima, que terminou a prova de hoje nos lugares do pódio, sendo Telmo Santos vice-campeão.

Telmo Santos e António Bravo Lima no pódio do Troféu Rotax DD2 Master 2020. Vítor Mendes foi 3.º.

É o primeiro título na categoria para Bravo Lima, um dos mais respeitados ‘gentlemen’ das competições Rotax em Portugal, num fim de semana marcado pela ausência de Vítor Mendes, devido ao acidente que sofreu na ronda anterior, em Baltar.
José Barros (EKR) foi hoje o 6.º classificado absoluto (5.º da DD2) em Braga, resultado suficiente para terminar o Troféu no 3.º posto. Boa prestação também para Tomás Ribeiro (Tonykart), com o 7.º lugar absoluto no Minho (6.º DD2), a mostrar que, com maior experiência na DD2 – esta foi a sua segunda prova –, será um nome a ter em conta também nas categorias de caixa de velocidades.
Nos próximos dias, as classificações finais oficiais do Troféu Rotax 2020 serão publicadas pela Korridas e Kompanhia e pela FPAK. Recorde-se que os vencedores do Rotax Max Challenge Portugal receberam em Braga os ambicionados ‘bilhetes’ de apuramento para as Finais Mundiais Rotax, que estão agendadas para o Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, embora dependentes da evolução da pandemia mundial. Para além de Guilherme de Oliveira, Gonçalo Coutinho também foi apurado para o Mundial DD2, pelo facto do piloto de Vila Nova de Gaia ter sido campeão ibérico. Quanto à DD2 Master, as cores nacionais serão defendidas por António Bravo Lima. 

Todas as classificações disponíveis em:
http://www.apex-timing.com/goracing/results.php?path=/korridas/2021/braga2&group=14

Created by: fcairrao - 10/01/21

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter