Guilherme de Oliveira 13.º classificado na Final A do Rotax International Trophy Sénior

- Races
O britânico Morgan Porter bateu toda a concorrência no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, enquanto os seus compatriotas Sean Butcher e Mark Kimber completaram o pódio.

Por Filipe Cairrão
Fotos Alexandre Araújo/HelloFoto


O Rotax Max Challenge International Trophy (RMCIT) 2020 da categoria Sénior –disputado por 67 concorrentes – terminou hoje no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, com a corrida decisiva.

Guilherme de Oliveira

Na Final A, disputada em 13 voltas e destinada aos primeiros 36 classificados após as mangas de qualificação, Guilherme de Oliveira (Tonykart) largou da 25.ª posição e caiu para o 26.º posto, mas na quinta volta já era 15.º classificado, tendo, contudo, voltado a perder cinco posições. Sem baixar os braços, o piloto português recuperou até ao 13.º lugar, sendo um resultado muito positivo, atendendo às várias contrariedades que foi enfrentando, sobretudo pela instabilidade das condições atmosféricas, que obrigou mesmo a organização a adiar o início da Final A em 30 minutos, devido a uma chuva muito forte.

Partida da Final A

O britânico Morgan Porter (Kart Republic) bateu toda a concorrência – e garantiu o apuramento para as Finais Mundiais Rotax que irão decorrer entre 23 e 30 de janeiro de 2021, precisamente no traçado algarvio –, enquanto os seus compatriotas Sean Butcher (Kosmic) e Mark Kimber (Tonykart) completaram o pódio.


Partida da Final B

Jesse Doorgeest 4.º classificado na Final B
Na Final B, disputada em 14 voltas e destinada aos pilotos que se classificaram entre o 37.º e o 67.º lugar nas mangas de qualificação, Jesse Doorgeest (Tonykart) largou da 12.ª posição e conseguiu ver a bandeira xadrez no 4.º lugar, numa corrida em venceu o finlandês Juho Valtanen (Kart Republic).

Jesse Doorgeest

Rodrigo Lessa (Tonykart) arrancou da 24.ª posição e terminou no 8.º lugar, enquanto Bernardo Pinheiro (Tonykart), que partiu da 29.ª posição, foi 12.º classificado.

Rodrigo Lessa

Bernardo Pinheiro

Guilherme Lemos (Parolin) largou da 16.ª posição e cruzou a meta no 21.º lugar, enquanto que a russa Anastacia Khomyn (DR), que corre com licença portuguesa, largou da 31.ª posição e foi 22.ª classificada, devido a uma penalização que lhe retirou o 17.º lugar.

Guilherme Lemos

Anastacia Khomyn

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter
Follow Us on Facebook