Santiago Ribeiro estreou-se no Europeu Iame Júnior na Alemanha

Columns: Races
Santiago Ribeiro, aos comandos de um kart equipado com chassis Birel ART, estreou-se este fim de semana no Europeu Iame da categoria X30 Júnior, ao disputar a terceira jornada da competição, que prosseguiu no traçado de Wackersdorf, na Alemanha.

Por Filipe Cairrão
Fotos Miguel Araújo/HelloFoto, em Wackersdorf (Alemanha)

Ainda com 13 anos de idade e apenas no seu segundo ano de competição, o objetivo do piloto da Ericeira era viver uma experiência totalmente nova, num traçado que desconhecia por completo e inserido num pelotão com nomes bem sonantes da especialidade.
Entre 41 concorrentes, Santiago Ribeiro não teve a tão almejada sorte nos treinos cronometrados, sendo 18.º classificado da sua série e 36.º da geral, pelo que foi obrigado a largar da 10.ª linha nas três mangas de qualificação, nas quais obteve resultados positivos para quem se estrava numa grande competição: um 15.º, um 14.º e um 17.º lugares.
Na corrida de repescagem, o piloto de português viu a bandeira xadrez na 11.ª posição, sendo depois relegado para o 13.º lugar, devido a uma penalização de cinco segundos, pelo que ficou impedido de disputar a Final, cujo vencedor foi o britânico Oliver Gray.

“Sem conhecer a pista – não fiz qualquer treino antes desta prova como é habitual –, consegui rodar em lugares bem interessantes nesta primeira experiência num Europeu, apesar de ter de enfrentar várias dificuldades, como, por exemplo, a quantidade de borracha em pista, que era quatro vezes superior do que nas provas que já disputei em Portugal e Espanha. Mas senti que apesar de só ter começado a praticar Karting de competição no ano passado, já tenho ritmo de corrida. Contudo, reconheço que ainda me falta gerir melhor as corridas, como saber a altura ideal para ultrapassar, embora já tenha conseguido aqui na Alemanha fazer coisas interessantes, como ultrapassagens bem-sucedidas, entre outros aspetos técnicos que são fundamentais no Karting. Também me colocaram fora de pista quatro vezes, mas acabei por regressar às corridas e dar o meu melhor, perdendo, contudo, alguns lugares. Esta prova foi positiva para evoluir, pois permitiu-me competir num circuito novo e frente a número considerável de pilotos muito bons”, comentou Santiago Ribeiro, para depois concluir: “A minha equipa Escola de Karting do Oeste proporcionou-me as melhores condições, apesar das condições climatéricas anormais aqui na Alemanha com altas temperaturas. Quer o Paulo Martins quer o Nuno Maia estiveram incansáveis na preparação do meu kart com chassis Birel ART".

Created by: fcairrao - 28/07/19

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter