Guilherme de Oliveira 13º na categoria Júnior do ‘Mundial Rotax’ em Portimão

Columns: Races

Texto Filipe Cairrão

Fotos VVL Sport Image

 

Na 18ª edição das Rotax Max Challenge Grand Finals – vulgo Finais Mundiais Rotax –, que está decorrer desde segunda-feira, no Kartódromo Internacional do Algarve (KIA), em Portimão, e que se prolongará até sábado, Guilherme de Oliveira, que faz a sua estreia no ‘Mundial, rubricou hoje a 28ª melhor marca nos treinos cronometrados entre os 72 participantes da categoria Júnior, destinada a pilotos com idades entre os 12 e os 15 anos, na qual alinham todos com chassis Praga, sendo pneus os Mojo e, obviamente, os motores Rotax obrigatórios para todos os concorrentes nas seis categorias deste ‘Mundial Rotax’ que está a ser disputado por 360 pilotos oriundos de 59 países.

O piloto natural de Vila Nova de Gaia cumpriu a sua melhor volta aos 1531 metros do traçado algarvio em 1m00,629s, enquanto o holandês Tijmen Van Der Helm foi o mais rápido com o registo de 59,918s.

Guilherme de Oliveira – vencedor do Rotax Max Challenge Portugal da categoria Júnior –, largou assim da 13ª posição na primeira manga de qualificação disputada por 36 pilotos e conseguiu impor um ritmo forte que lhe permitiu ver a bandeira xadrez num positivo nono lugar... mas uma penalização de 10 segundos - atribuída também a mais nove pilotos - por ter o spoiler 'tocado', relegou-o para a 13ª posição, numa corrida em que venceu o britânico Tommy Foster, depois da desqualificação do finlandês Axel Saarniala, que foi o primeiro a cruzar a meta.  

Um bom início para o jovem português que amanhã disputará mais duas mangas de qualificação, na sexta-feira feira as pré-finais, enquanto as Finais serão discutidas no sábado.

Created by: fcairrao - 08/11/17

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter