Yohan Sousa no Mundial de KF: “Cometi um erro e custou-me a presença na Final”

Columns: Races

No Campeonato do Mundo de Karting CIK-FIA da categoria KF que decorreu desde quinta-feira até hoje em La Conca, no sul de Itália, Yohan Sousa – que experimentou pela segunda vez a classe KF –, ficou a seis posições de garantir o apuramento direto para a Final. Na corrida de repescagem, cujos primeiros seis classificados garantiam o acesso à Final, o piloto português, numa altura em que rodava no sexto lugar caiu para a 20ª posição, após não ter conseguido evitar uma parte suja da pista na qual se trava forte. “O erro foi meu. Podia ter evitado…”, assumiu com ‘fair-play’ Yohan Sousa, pedindo depois desculpa a todos elementos da sua equipa Strakka Baihtech. Atitude de assinalar…


Yohan Sousa, com um kart equipado com chassis Zanardi e motor TM, depois de há duas semanas ter garantido, em Le Mans, o 17º lugar no Campeonato do Mundo da categoria KZ2 – classe em que apostou esta época –, disputou este fim de semana, no circuito italiano de La Conca, mais um Campeonato do Mundo… mas da categoria KF, na qual fez a sua segunda aparição depois de ter participado em maio passado no ‘Europeu’ da especialidade, em Portimão, em que foi 21º classificado.

No sul de Itália, o piloto português de 15 anos de idade, voltou a estar entre a ‘nata’ do Karting internacional, competindo com os melhores do mundo e consagrados já há algum tempo, com são os casos dos britânicos Tom Joyner (Zanardi/TM) e Ben Hanley (Mad-Croc/TM), do francês Arnaud Kozlinski (Sodi/TM) ou do italiano Davide Forè (CRG/Parilla), só para citar apenas alguns nomes.

Quer na quinta-feira quer na sexta-feira, Yohan Sousa não contou com um kart colaborante ao nível do chassis e do motor. Encontrada a melhor afinação do chassis para os treinos cronometrados, o problema de motor persistiu e foi 51º classificado.

Nas mangas de qualificação disputadas ontem e hoje de manhã, em que os 28 primeiros classificados eram apurados diretamente para a Final, o piloto natural do Entroncamento – com um 14º, um 15º, um 16º e outro 14º lugar – foi 34º classificado, ficando a seis posições da qualificação direta para a Final.

Relegado para a corrida de repescagem, através da qual os seis primeiros garantiam o acesso à Final, Yohan Sousa, numa altura em que rodava no sexto lugar, caiu para a 20ª posição, por não ter evitado uma parte suja da pista na qual se trava forte. “O erro foi meu. Podia ter evitado aquela parte suja da pista. Assumo o erro e já pedi desculpa a todos os elementos da minha equipa que, como habitualmente, trabalhando muito para eu ter um kart competitivo e estão sempre a apoiar”, assumiu com ‘fair-play’ Yohan Sousa, para depois acrescentar: “Agora há pensar na Final Internacional Iame, que será disputada em Le Mans, no terceiro fim de semana de outubro, e na Taça de Portugal, que se realizará no fim de semana seguinte, em Leiria”, concluiu o piloto português, apoiado pelo McDonalds de Torres Novas, pelo McDonalds de Tomar e pela Extreme Energy Drink.

 

Foto KSP.fr

Created by: fcairrao - 27/09/15

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter