João Amaral defende legado do irmão Jorge na categoria X30 Sénior

Columns: Races
João Amaral (212) venceu em Viana do Castelo as duas Finais da prova inaugural do Campeonato Nacional da categoria X30… defendendo bem o legado do seu irmão Jorge – campeão no ano passado –, que por motivos académicos e profissionais ainda não tem o seu programa desportivo definido.



Depois de ter sido o mais rápido nos treinos cronometrados e ter ganho as duas corridas de qualificação no sábado, Andriy Pits (255) manteve um andamento muito forte na Final 1 disputada no domingo.
Contudo, a poucas voltas do final, o piloto de Leiria viu ‘fugir-lhe’ uma vitória praticamente certa, já que problemas no escape, que viria a soltar-se mais tarde, travou o seu andamento, conseguindo, no entanto, terminar na terceira posição.
João Amaral, que rodou sempre na segunda posição, manteve um ritmo forte e acabou por ser o primeiro a ver a bandeira xadrez, rubricando também a volta mais rápida em 45,570s, registo que valeu mais ponto para as contas do campeonato do piloto de Santa Maria da Feira.
Ricardo Borges (259) garantiu o segundo lugar, mas sempre a pressionar Amaral na luta pela vitória. Pits foi então terceiro e na batalha pela quarta posição estiveram Diogo Pinto (252), João Ferreira, Luís Duarte e Luís Mendes, tendo o primeiro levado a melhor e os restantes terminado, respetivamente, nas posições seguintes. Tomás Mota foi o oitavo classificado, à frente do estreante Ramon Santana. Nuno Branco, que também faz a sua estreia no Karting de competição, foi forçado a abandonar à 11ª volta, assim como Duarte Mano – outro estreante – logo na segunda volta.

Andriy Pits, Diogo Pinto e Ricardo Borges também passaram pela liderança

João Amaral largou da pole-position para a Final 2 e liderou as primeiras três voltas, passando depois a comandar Ricardo Borges até à primeira metade da corrida, altura em que Diogo Pinto passou a liderar.
Na 10ª volta, Andriy Pits assumiu a primeira posição, mas duas voltas depois foi João Amaral a ‘saltar’ em definitivo para a liderança, tendo Andriy Pits terminado na segunda posição e rubricado a volta mais rápida em 45,703s, somando assim mais um ponto para as contas do campeonato, ao qual se juntou outro por ser o mais forte nos cronometrados.
Diogo Pinto viu a bandeira xadrez na terceira posição, tendo Ricardo Borges cruzado a meta logo a seguir, enquanto João Ferreira garantiu o quinto lugar. Duarte Mano foi um descansado sexto classificado, assim como Luís Duarte na sétima posição. Tomás Mota, Luís Mendes e Ramon Santana também batalharam muito, mas fecharam, por esta ordem, o top-10. Já Nuno Branco voltou a ser forçado a abandonar ainda no decorrer da sexta volta.

Texto: Filipe Cairrão
Fotos VVL Sport Image


Classificação

Final 1: 1º João Amaral (FA), 17 voltas em 13m01,825s; 2º Ricardo Borges (Topkart), a 0,817s; 3º Team FCK Motorsport/Andriy Pits (Zanardi), a 4,668s; 4º Diogo Pinto (FA), a 5,414s; 5º João Ferreira (Croc), a 5,771s; 6º Luís Duarte (Topkart), a 6,994s; 7º Luís Mendes (Intrepid), a 8,176s; 8º Tonykart Portugal/Tomás Mota (Tonykart), a 13,853s; 9º Winway Kosmic Portugal/Ramon Santana (Kosmic), a 17,698s; 10º Nuno Branco (Tonykart), a 6v.; 11º Duarte Mano (Zanardi), 15v.. Volta mais rápida: J. Amaral, 45,570s à média de 87,437 km/h. Treinos cronometrados: A. Pits, 45,486s.

Final 2: 1º J. Amaral (FA), 17 voltas em 13m07,509s; 2º A. Pits, a 0,267s; 3º D. Pinto, a 2,795s; 4º R. Borges, a 2,997s; 5º J. Ferreira, a 5,972s; 6º D. Mano, a 6,443s; 7º L. Duarte, a 9,450s; 8º T. Mota, a 15,610s; 9º L. Mendes, a 15,911s; 10º R. Santana, a 16,282s; 11º Nuno Branco (Tonykart), a 11v.. Volta mais rápida: A. Pits, 45,703s à média de 86,806 km/h.

Nota: Todos os karts equipados com motores Iame.

Created by: fcairrao - 31/03/15

Browse by Columns

RACES

INTERVIEWS

OPINION

NEXT RACES

Newsletter

Stay tuned!
Assine a nossa newsletter