KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

Guilherme de Oliveira “tentou de tudo” na Final do Mundial Rotax Júnior

Guilherme de Oliveira “tentou de tudo” na Final do Mundial Rotax Júnior
Races

Título para o holandês Robert De Haan no Brasil. Australiano Jaiden Pope e o holandês Mike Van Vugt encerraram o pódio.
 
Por Filipe Cairrão
Fotos José Bravo - www.curva1kart.com.ar
 
Guilherme de Oliveira foi, de forma algo inglória, 31.º classificado na Final da categoria Júnior da 19ª edição das Rotax Max Challenge Grand Finals, disputada por 36 pilotos, no Circuito Internacional Paladino, no nordeste do Brasil.
O piloto português largou da 21.ª posição, sendo sempre difícil alcançar os lugares cimeiros, pelo que “tentou de tudo para chegar à frente”, confessou Guilherme de Oliveira, para depois concluir: “Nestas provas, o mais importante é uma vitória, depois um pódio e como consolo um top-10. Arrisquei tudo, mas não resultou. Estou muito feliz com o meu desempenho neste Mundial, onde conseguir andar sempre junto dos pilotos da frente. Agradeço muito, do fundo do coração, à minha equipa QZ Racing Team, ao meu mecânico Quim Zé e a todas as pessoas que me apoiaram neste evento, o melhor do mundo. Para o ano começa uma nova fase”.  
O holandês Robert de Haan arrancou da pole-position e liderou de princípio a fim, completando as 16 voltas ao traçado de 1280 metros em 14m17,317s. O australiano Jaiden Pope terminou logo a seguir com uma desvantagem de apenas 0,266s, na frente do holandês Mike Van Vugt e do canadiano Thomas Nepveu.
O britânico Lewis Gilbert superiorizou-se ao norte-americano Luca Mars e ao finlandês Olli-Petteri Munne – autor da volta mais rápida com o registo de 52,719s – na luta pelo top-5.
 
Classificação Final em anexo.

Download: 

OKKART srl © COPYRIGHT 2018 | VAT IT02629390598 | Privacy Policy - Cookies Policy