KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

Henrique Chaves vice-campeão em Espanha na Sénior-KZ2 e Rui Carneiro no top-6

Henrique Chaves vice-campeão em Espanha na Sénior-KZ2 e Rui Carneiro no top-6
Races

Henrique Chaves (Zanardi/TM) também viveu um fim de semana de emoções fortes na discussão pelo cetro espanhol na categoria Sénior-KZ2 do Campeonato de Espanha, no qual, à partida para a quarta e última prova, realizada na pista de Alcañiz, em Aragón era segundo classificado. O piloto de Torres Vedras, que no ano passado tinha sido terceiro classificado, concluiu a competição no segundo lugar, falhando o título – que ficou na posse de Jorge Pescador (Praga/Parilla) – por apenas seis pontos. Rui Carneiro (Zanardi/TM), depois de um início de época pouco favorável, conseguiu encerrar na derradeira jornada com resultados suficientes para encerrar o campeonato espanhol no top-6.


Jorge Pescador foi o mais rápido nos treinos cronometrados e Henrique Chaves obteve o terceiro melhor registo. Nas mangas de qualificação, com uma vitória e um segundo lugar o rival de Chaves garantiu a da pole-position para a Final 1, tendo a seu lado o o italiano Francesco Celenta (Parolin/TM). Chaves, por sua vez, largou da terceira posição, partilhando a segunda linha com o francês Morgan Weber (Parolin/Maxter).

Na Final 1, Pescador liderou de princípio ao fim, mas viria a ser relegado para a terceira posição, devido a uma penalização de três segundos, pelo que o vencedor foi Chaves que havia cruzado a meta na segunda posição.

Tudo para decidir quanto ao título na Final 2, mas dado que o piloto português foi sexto classificado e Pescador um sétimo, o cetro ficou na posse do espanhol, enquanto a vitória na corrida foi alcançada pelo italiano Francesco Celenta. Todavia, Chaves foi um ‘honroso’ vice-campeão, já que esteve sobretudo focado esta época em evoluir na Fórmula Renault, tendo por isso, realizado poucas corridas de Karting em 2015. Estou muito dececionado com o desfecho. Ficar em segundo a somente dois pontos (n.d.r.: as contas finais ainda não estavam feitas, sendo por seis pontos) e depois de nem tudo ter sido coerente ao longo do fim de semana deixa-me desiludido. Sabia que eram duas corridas decisivas e fiz o meu trabalho. O melhor que pude e com o 'fair-play' necessário nestas ocasiões. Termino a época com o vice-campeonato que não era o que queria mas que foi o possível e que também é um bom resultado", referiu no final da prova o piloto português.


Rui Carneiro no top-6 do Campeonato de Espanha

Na mesma categoria, Rui Carneiro (Zanardi/TM) – que tal como Chaves tiveram azar em não conseguirem fazer uma ‘volta limpa’ nos treinos cronometrados – também evoluiu nas mangas e partiu da nona posição para a Final 1, tendo rodado no oitavo posto e depois fechado o top-10. Na Final 2, o piloto de Vila do Conde acabou por cruzar a meta na nona posição. Com estes resultados, Rui Carneiro que havia definido como objetivo terminar o campeonato no top-5 por ter sido a sua primeira época ‘a tempo inteiro’ em Espanha, ficou a uma posição de cumprir os seus intentos, sendo, contudo, um honroso sexto classificado, atendendo às forças em presença. “O Campeonato de Espanha é muito competitivo. Os pilotos são muito bons e experientes, pelo que estou satisfeito com a sexta posição final”, comentou o piloto português.


Texto Filipe Cairrão

Fotos MRM Comunicación-media e J.Omedas

OKKART srl © COPYRIGHT 2018 | VAT IT02629390598 | Privacy Policy - Cookies Policy