KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

Simão Ventura no top-10 da Júnior em Espanha e Tomás Apolónia muito perto

Simão Ventura no top-10 da Júnior em Espanha e Tomás Apolónia muito perto
Races

Entre quase 30 pilotos, quer Simão Ventura quer Tomás Apolónia rodaram nos lugares da frente na terceira prova do Campeonato de Espanha da categoria Júnior, disputada no Kartódromo Internacional Lucas Guerrero, em Chiva, perto de Valência. Simão Ventura terminou a prova espanhola integrado no top-10 e Tomás Apolónia – que regressou à competição após quase dois anos de paragem –, foi impedido de também figurar entre os melhores, depois de alguns incidentes, sobretudo na Final 2, em que sofreu um toque na penúltima volta, numa altura em que rodava na nona posição.


Terminar no top-10 é um resultado positivo? Quanto a nós, é. Se atendermos que o Campeonato de Espanha da categoria Júnior conta com uma grelha de quase três dezenas de pilotos e muitos deles têm já vários quilómetros de experiência em competições internacionais… Por outro lado, quer Simão Ventura quer Tomás Apolónia completaram recentemente 14 anos de idade – em 2016 ainda são juniores – e ombrearam com pilotos que disputam a última época na categoria, naturalmente com fortes ambições em termos de resultados.

É certo que os dois portugueses que estiveram a disputar a terceira ronda do campeonato do país vizinho podem igualmente ambicionar mais, mas atendendo às circunstâncias, quanto a nós, o facto de terem rodado entre os 10 melhores é positivo.  

Simão Ventura, com um kart equipado com chassis Zanardi, preparado pelo Team FCK Motorsport, já havia na prova anterior, disputada em Zuera, alcançado um 9º lugar e, desta vez, terminou a Final 1 na 10ª posição e a Final 2 no 9º lugar – mas rodou no grupo dos seis primeiros –, ficando a 113 milésimos de segundo da volta mais rápida, rubricada pelo experiente Lluc Ibáñez.


Tomás Apolónia perde nona posição na última volta após toque de adversário

Tomás Apolónia, igualmente com um kart equipado com chassis Zanardi, preparado pelo Team FCK Motorsport, regressou ao Karting após dois anos de paragem e revelou-se uma boa surpresa, já que também rodou na Final 2 no grupo dos seis primeiros classificados. Porém, o piloto do Algarve, na 13ª e última volta, numa altura em que rodava na 9ª posição, foi colocado definitivamente fora de pista, não conseguindo assim terminar no top-10.

Antes, na Final 1, depois de largar do 21º lugar, foi recuperando posições e alcançou o grupo da frente mas, mais uma vez, um incidente fez com que perdesse lugares, acabando, no entanto, por ver a bandeira xadrez no 12º posto.

Tomás Apolónia tinha como objetivo pessoal alcançar um lugar nos 15 primeiros face ao seu longo interregno, embora a sua equipa ambicionasse apenas que ganhasse ritmo competitivo… mas mesmo assim esteve em evidência. Num regresso em que experimentou correr quer à chuva quer com o traçado seco, Tomás Apolónia mostrou-se satisfeito com a sua prestação, assim como Simão Ventura que afirmou que o nível competitivo em Espanha é muito alto e esta prova não foi particularmente fácil, dado que o traçado de Valência tem zonas bastante técnicas, pelo que ser rápido não é suficiente.

Carlos Léon (FA) venceu a Final 1 e Rúben Sabater (FA) impôs-se na Final 2. Já o valenciano Eliseo Martínez (Praga) com um quinto e um segundo lugares conservou a liderança no campeonato.

A quarta e última prova, está agendada para o segundo fim de semana de outubro e será disputada na pista na Alcañiz, integrada no complexo de Motorland.  


Texto Filipe Cairrão
Fotos PA

OKKART srl © COPYRIGHT 2018 | VAT IT02629390598 | Privacy Policy - Cookies Policy