KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

Mariano Pires vence categoria Júnior… e José João Oliveira conserva liderança

Mariano Pires vence categoria Júnior…  e José João Oliveira conserva liderança
Races

Mariano Pires garantiu o lugar mais alto do pódio na terceira jornada do Rotax Max Challenge, disputada no Kartódromo de Viana do Castelo, sob a organização do Motorsport Viana Clube. Alexandre Areia concluiu a prova minhota na segunda posição e Gonçalo Coutinho foi terceiro classificado. Mas todos os pilotos que conquistaram um lugar no pódio, bem como outros, não tiverem uma prova nada fácil.

 José João Oliveira conservou a liderança na competição ao ser quarto classificado em Viana do Castelo, enquanto Pedro Silva encerrou o top-5.

Gonçalo Coutinho (FA) iniciou a terceira prova do Rotax Max Challenge com um andamento muito forte. O piloto do Cabo do Mundo Karteam foi o mais rápido nos treinos cronometrados (44,972s), sendo o único a conseguir rodar abaixo do segundo 45.
Na Final 1, o piloto do Porto arrancou bem e assumiu a liderança até à quarta volta, altura em que Mariano Pires (Zanardi) passou para o comando. Quatro voltas mais tarde, Coutinho voltou a marcar o ritmo mas na última o piloto de Ponte de Lima passou para a frente e saiu vitorioso, tendo o portuense garantido o segundo lugar e a volta mais rápida.
Miguel Vieira (Intrepid) cruzou a meta na terceira posição, mas viria a ser penalizado em cinco segundos, por toque em José João Oliveira (Tonykart) – que caiu para a última posição – de acordo com o Colégio de Comissários Desportivos. Vieira foi então relegado para o quinto lugar, tendo Bruno Ponte (Haase) e Alexandre Areia (Praga) sido os terceiro e quarto classificados, respetivamente, ficando com prejuízo maior José João Oliveira que ainda recuperou até ao 10º lugar.

Arranque notável de Alexandre Areia
Apesar de largar da quinta posição, Alexandre Areia foi o principal protagonista na partida da Final 1. O piloto de Esposende colocou-se rapidamente na frente do pelotão, mas depois caiu para o terceiro lugar, com Mariano Pires a assumir a liderança e Gonçalo Coutinho a segunda posição. O limiano e o portuense – que voltou a assinar a volta mais rápida – travaram uma luta intensa pela vitória, tendo o primeiro acabado por levar a melhor por apenas 36 milésimos de segundo!
Miguel Vieira voltou a ver a bandeira xadrez no terceiro lugar, mas acabou por ser desclassificado. Desta vez, o Colégio de Comissário Desportivo advertiu o piloto do Porto por toque em Alexandre Areia quando discutiam a terceira posição, tendo o piloto de Esposende saído de pista e terminado no sétimo lugar… sendo depois sexto, face à desclassificação de Miguel Vieira.
José João Oliveira foi então o terceiro classificado, à frente de Pedro Silva (Intrepid) e Bruno Ponte que fecharam o top-5.

Os pneus, o excesso de velocidade, a vitória e a liderança para José João Oliveira
Face às duas vitórias nas Finais 1 e 2, Mariano Pires garantiu a pole-position para a Final 3, tendo a seu lado Gonçalo Coutinho. O piloto do Porto arrancou forte e assumiu a liderança para não mais a largar até final, mas viria a ser penalizado em 10 segundos, entendendo o Colégio de Comissários Desportivos que Gonçalo Coutinho excedeu o limite de velocidade na partida, pelo que foi relegado para a oitava posição. Como não há duas sem três, Gonçalo Coutinho rubricou novamente a volta mais rápida.
José João Oliveira largou da sexta posição e conseguiu ser o segundo a ver a bandeira xadrez, traduzindo-se depois em vitória, face à penalização atribuída a Gonçalo Coutinho, enquanto Alexandre Areia garantiu o segundo lugar e Miguel Vieira a terceira posição.
Mariano Pires foi quarto classificado, mas tal como Gonçalo Simão (Tonykart) e Bruno Ponte, precisamente no mesmo local, não conseguiram evitar um ‘choque’ nos pneus que servem de proteção, alegando os pilotos que estes estavam ‘dentro’ da trajetória de corrida. Simão caiu em definitivo para a última posição e Ponte para a penúltima.
Guilherme Gusmão (Topkart) fez uma corrida muito positiva, assim como Lourenço Monteiro (FA), mas depois viriam a ser superados por Pedro Silva que na largada caiu para os últimos lugares, recuperando depois até à quinta posição, tendo Guilherme Gusmão e Lourenço Monteiro sido os sexto e sétimo classificados, respetivamente. João Serrão (Formula K), que na prova anterior em Fátima rodou na quinta posição, desta vez não teve a sorte do seu lado na prova minhota.
Com estes resultados, Mariano Pires (nº 201) garantiu o lugar mais alto do pódio, Alexandre Areia (nº 269) conquistou o segundo lugar e Gonçalo Coutinho (nº 268) foi terceiro classificado, tendo José João Oliveira (nº 220) – que conservou a liderança na competição – e Pedro Silva (nº 203) encerrado, respetivamente, o top-5.
A quarta e penúltima prova do Rotax Max Challenge está agendada para 5 de julho e será disputada no Kartódromo Internacional de Braga.
Todas os resultados da prova em http://www.korridastol.com e classificação após a terceira jornada em anexo. Recordamos, contudo, que serão contabilizadas para efeitos de classificação final 13 das 15 corridas.

Filipe Cairrão
VVL Sport Image

OKKART srl © COPYRIGHT 2018 | VAT IT02629390598 | Privacy Policy - Cookies Policy