KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

‘Mar salgado’… na segunda prova do Nacional X30 Shifter e X30 Shifter Master

‘Mar salgado’… na segunda prova do Nacional X30 Shifter e X30 Shifter Master
Races

Parte da canção interpretada por Marisa Liz podia ter servido de banda sonora na segunda jornada dupla do Campeonato Nacional de Karting da categoria X30 Shifter. Face às condições da pista, pilotar – ou ‘navegar’ face à chuva intensa – foi um desafio constante. Corridas com ‘muito sal’ para uns… e ‘no ponto’ para outros. Na Final 1, Frederico Figueiredo de Castro bateu toda a concorrência, António Bravo Lima e Adelino Sequeira completaram o pódio, todos eles pilotos que integram também a categoria X30 Shifter Master.

Na Final 2, venceu Lucas Araújo, Yohan Sousa e Eduardo Leitão encerraram o pódio, tendo Vítor Mendes ganho entre os Masters, enquanto Bravo Lima foi segundo classificado e Sequeira terminou na terceira posição.

Lucas Araújo dominou o primeiro dia de competição da jornada dupla do Campeonato Nacional de Karting da categoria X30 Shifter – que integra a Master, para pilotos com idade igual ou superior a 32 anos –, disputada no Kartódromo de Fátima, cuja organização esteve a cargo do Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria (NDML).
O piloto de Lisboa foi o mais rápido nos treinos cronometrados e venceu a primeira corrida de qualificação, na qual Yohan Sousa, Eduardo Leitão e Rui Carneiro terminaram, respetivamente, nas posições seguintes. Hugo Marreiros levou a melhor sobre Manuel Falcão na luta pelo quinto lugar, enquanto Nuno de Sousa Pinto – o ‘coach’ português que trabalha sobretudo com pilotos estrangeiros da Prema e ou da Fortec que alinham na Fórmula 3, nas World Series by Renault, entre outras competições, esquecer Luís Sá Silva que atua no Auto GP e no Campeonato Nacional de Velocidade – venceu entre os Masters, tendo Vítor Mendes e Ilídio Fernandes – na sua estreia a correr à chuva –, sido os segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Lucas Araújo volta a vencer na X30 Shifter e Vítor Mendes nos Masters
Na segunda corrida de qualificação, Lucas Araújo voltou a triunfar e Yohan Sousa – o líder à partida para esta prova –, abandonou logo na primeira volta com problemas mecânicos. Eduardo Leitão foi o segundo a ver a bandeira xadrez, mas viria depois a ser desclassificado, dado que a direção de prova entendeu que o piloto de Lisboa colocou Rui Carneiro fora de pista.
Manuel Falcão ‘herdou’ o lugar de Leitão e Luís Silva terminou na terceira posição, enquanto Vítor Mendes esteve em grande destaque ao terminar no quarto lugar, sendo o primeiro dos Masters, enquanto a segunda posição ficou na posse de Nuno de Sousa Pinto e Frederico Figueiredo de Castro foi terceiro classificado, depois de não ter sido nada feliz na corrida inaugural.
Miguel Ramos, que foi forçado a abandonar na primeira corrida de qualificação, obteve um positivo sexto lugar. Já Hugo Marreiros desistiu, quando rodava em terceiro, em virtude de uma roda do seu kart se ter soltado. Azar também teve Adelino Sequeira na corrida inicial, assim como Rui Bastos que foi forçado a abandonar logo na largada, ficando condicionado para o resto da prova.

Frederico Figueiredo de Castro vence Final 1… na qual ‘reinaram’ os Masters
Na Final 1, Yohan Sousa (nº 312) largou da quinta posição, mas com um arranque notável assumiu logo a liderança. Contudo, o jovem piloto do Entroncamento, numa altura em que comandava a corrida isolado e já tinha ‘dobrado’ vários pilotos que apostaram em pneus slicks, acabou por sair de pista depois de uma roda do seu kart se ter soltado. No entanto, face à vantagem de duas voltas que dispunha para a maioria da concorrência, ainda foi quarto classificado!
Frederico Figueiredo Castro (nº 302) ‘batalhou’ muito e venceu com autoridade, tendo estado igualmente em grande plano Adelino Sequeira (nº 346) e António Bravo Lima (nº 395), que com uma aposta certa nos pneus de chuva, garantiram com todo o mérito as segunda e terceira posições, respetivamente. Castro, Sequeira e Bravo Lima demoraram a sair do pódio, já que tiveram de ‘posar’ novamente para a fotografia… desta vez para a categoria X30 Shifter Master.
Uma Final ‘sui generis’, já que todos os outros pilotos ou foram ‘dobrados’ duas vezes – mas a direção de prova não deu ordem para sair de pista conforme estipula o regulamento – ou desistiram por estarem com pneus slicks numa corrida cujo traçado estava ‘alagado’.

Lucas Araújo vence Final 2 da X30 Shifter e Vítor Mendes passa a líder dos Masters
Na Final 2, Yohan Sousa voltou a assumir a liderança, mas à 12ª volta perdeu o comando para Lucas Araújo (nº 311), numa altura em que houve contato entre ambos, mas a direção de prova entendeu que foi uma situação de corrida. Eduardo Leitão (nº 324) foi um tranquilo terceiro classificado e Luís Silva não cedeu às investidas de Manuel Falcão na luta pelo quarto lugar.
Frederico Figueiredo de Castro, a duas voltas para o final da corrida, rodava na sexta posição e na primeira entre os Masters, mas caiu em definitivo para a 14ª posição, devido a um toque. Vítor Mendes (nº 333) muito combativo viu a bandeira xadrez na sexta posição e venceu entre os Masters, passando para a liderança do campeonato.
Já Rui Carneiro, que caiu para a 14ª posição na ‘habitual’ confusão da partida, ainda recuperou até ao sétimo lugar, terminando logo a seguir António Bravo Lima e Adelino Sequeira, os segundo e terceiro classificados dos Masters, enquanto Ana Alonso (303) fechou o top-10.
A terceira jornada dupla do Campeonato Nacional de Karting está agendada para 6 e 7 de junho e será disputada no Kartódromo Internacional de Braga, sob a organização do Clube Automóvel do Minho (CAM).

Classificação
Final 1: 1º Frederico Figueiredo de Castro (Birel Art) – 1º Master, 16 voltas em 16m19,030s; 2º Adelino Sequeira (Praga) – 2º Master (Praga), a 4,549s; 3º António Bravo Lima (Praga) – 3º Master, a 6,526s; 4º Yohan Sousa (Zanardi), a 2v.; 5º Eduardo Leitão (Intrepid), a 2v.; 6º Lucas Araújo (DR), a 2v.; 7º Team FCK Motorsport/Rui Carneiro (Zanardi), a 2v.; 8º Hugo Marreiros (DR), 2v; 9º Vítor Mendes (Ricciardo) – 4º Master, a 15v.; 10º Tonykart Portugal/Manuel Falcão, a 9v.; 11º Team FCK Motorsport/Luís Silva (Zanardi), a 9v.; 12º Winway Kosmic Portugal/Nuno de Sousa Pinto (Kosmic) – 5º Master, 11v.; 13º Ilídio Fernandes (RK) – 6º Master, a 12v.; 14º Rui Bastos (Birel) – 4º Master, a 12v. 15º Ana Alonso (Topkart), a 12v.; 16º M. Ramos (Birel), a 14v.. Volta mais rápida: Y. Sousa, 51,738s à média de 66,599s. Treinos cronometrados: L. Araújo, 46,005s.

Final 2: 1º L. Araújo, 16 voltas em 13m03,119s; 2º Y. Sousa, a 3,270s; 3º E. Leitão, a 3,559s; 4º L. Silva, 17,190s; 5º M. Falcão, a 17,426s; 6º V. Mendes – 1º Master, a 27,636s; 7º R. Carneiro, a 31, 121s; 8º A. Bravo Lima – 2º Master, a 32,475s; 9º A. Sequeira – 3º Master, a 34,901s; 10º A. Alonso, a 35,950s; 11º I. Fernandes – 4º Master, a 36,268s; 12º M. Ramos, a 38,532s; 13º R. Bastos – 5º Master, a 38,956s; 14º F. Figueiredo Castro – 6º Master, 43,156s; 15º H. Marreiros, a 16v.. Volta mais rápida: L. Araújo, 46,363s à média de 75,759.
Nota: Todos os karts equipados com motores Iame.

Filipe Cairrão
VVL Sport Image

OKKART srl © COPYRIGHT 2016 | P.IVA 02629390598 | PRIVACY POLICY