KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

João Amaral defende legado do irmão Jorge na categoria X30 Sénior

João Amaral defende legado do irmão Jorge na categoria X30 Sénior
Races

João Amaral (212) venceu em Viana do Castelo as duas Finais da prova inaugural do Campeonato Nacional da categoria X30… defendendo bem o legado do seu irmão Jorge – campeão no ano passado –, que por motivos académicos e profissionais ainda não tem o seu programa desportivo definido.



Depois de ter sido o mais rápido nos treinos cronometrados e ter ganho as duas corridas de qualificação no sábado, Andriy Pits (255) manteve um andamento muito forte na Final 1 disputada no domingo.
Contudo, a poucas voltas do final, o piloto de Leiria viu ‘fugir-lhe’ uma vitória praticamente certa, já que problemas no escape, que viria a soltar-se mais tarde, travou o seu andamento, conseguindo, no entanto, terminar na terceira posição.
João Amaral, que rodou sempre na segunda posição, manteve um ritmo forte e acabou por ser o primeiro a ver a bandeira xadrez, rubricando também a volta mais rápida em 45,570s, registo que valeu mais ponto para as contas do campeonato do piloto de Santa Maria da Feira.
Ricardo Borges (259) garantiu o segundo lugar, mas sempre a pressionar Amaral na luta pela vitória. Pits foi então terceiro e na batalha pela quarta posição estiveram Diogo Pinto (252), João Ferreira, Luís Duarte e Luís Mendes, tendo o primeiro levado a melhor e os restantes terminado, respetivamente, nas posições seguintes. Tomás Mota foi o oitavo classificado, à frente do estreante Ramon Santana. Nuno Branco, que também faz a sua estreia no Karting de competição, foi forçado a abandonar à 11ª volta, assim como Duarte Mano – outro estreante – logo na segunda volta.

Andriy Pits, Diogo Pinto e Ricardo Borges também passaram pela liderança

João Amaral largou da pole-position para a Final 2 e liderou as primeiras três voltas, passando depois a comandar Ricardo Borges até à primeira metade da corrida, altura em que Diogo Pinto passou a liderar.
Na 10ª volta, Andriy Pits assumiu a primeira posição, mas duas voltas depois foi João Amaral a ‘saltar’ em definitivo para a liderança, tendo Andriy Pits terminado na segunda posição e rubricado a volta mais rápida em 45,703s, somando assim mais um ponto para as contas do campeonato, ao qual se juntou outro por ser o mais forte nos cronometrados.
Diogo Pinto viu a bandeira xadrez na terceira posição, tendo Ricardo Borges cruzado a meta logo a seguir, enquanto João Ferreira garantiu o quinto lugar. Duarte Mano foi um descansado sexto classificado, assim como Luís Duarte na sétima posição. Tomás Mota, Luís Mendes e Ramon Santana também batalharam muito, mas fecharam, por esta ordem, o top-10. Já Nuno Branco voltou a ser forçado a abandonar ainda no decorrer da sexta volta.

Texto: Filipe Cairrão
Fotos VVL Sport Image


Classificação

Final 1: 1º João Amaral (FA), 17 voltas em 13m01,825s; 2º Ricardo Borges (Topkart), a 0,817s; 3º Team FCK Motorsport/Andriy Pits (Zanardi), a 4,668s; 4º Diogo Pinto (FA), a 5,414s; 5º João Ferreira (Croc), a 5,771s; 6º Luís Duarte (Topkart), a 6,994s; 7º Luís Mendes (Intrepid), a 8,176s; 8º Tonykart Portugal/Tomás Mota (Tonykart), a 13,853s; 9º Winway Kosmic Portugal/Ramon Santana (Kosmic), a 17,698s; 10º Nuno Branco (Tonykart), a 6v.; 11º Duarte Mano (Zanardi), 15v.. Volta mais rápida: J. Amaral, 45,570s à média de 87,437 km/h. Treinos cronometrados: A. Pits, 45,486s.

Final 2: 1º J. Amaral (FA), 17 voltas em 13m07,509s; 2º A. Pits, a 0,267s; 3º D. Pinto, a 2,795s; 4º R. Borges, a 2,997s; 5º J. Ferreira, a 5,972s; 6º D. Mano, a 6,443s; 7º L. Duarte, a 9,450s; 8º T. Mota, a 15,610s; 9º L. Mendes, a 15,911s; 10º R. Santana, a 16,282s; 11º Nuno Branco (Tonykart), a 11v.. Volta mais rápida: A. Pits, 45,703s à média de 86,806 km/h.

Nota: Todos os karts equipados com motores Iame.

OKKART srl © COPYRIGHT 2016 | P.IVA 02629390598 | PRIVACY POLICY