KARTING

EMOÇÃO e PAIXÃO

FacebookTwitterInstagramYoutubePocketMags

Tiago da Silva no top-6… mas traído pela centralina na Final 3

Press Release by:
Tiago da Silva no top-6… mas traído pela centralina na Final 3
News & Previews

Piloto de Paredes iniciou época no Kartódromo Internacional de Braga.

Depois de ter garantido a segunda posição na Final 2, tudo indicava que Tiago da Silva assegurasse um lugar no pódio na primeira prova do Rotax Max Challenge Portugal 2015 – vulgo Troféu Rotax –, disputada no Kartódromo Internacional de Braga. Contudo, na Final 3, logo na segunda das 12 voltas ao traçado minhoto, o piloto de Paredes foi forçado a abandonar com problemas ao nível da centralina que fez com que o motor do seu kart deixasse de funcionar. Ainda assim, face aos resultados que alcançou nas Finais 1 e 2, Tiago da Silva terminou a jornada inaugural do Rotax Max Challenge 2015 na sexta posição, esperando agora melhor sorte na segunda prova, agendada para 18 e 19 de abril, para o Kartódromo de Baltar. 


Tiago da Silva integra o restrito lote de pilotos que luta, tal como em 2014, pelo título no Rotax Max Challenge Portugal 2015, mas a prova inaugural foi ‘aziaga’ para o piloto de Paredes.

Integrado no Cabo do Mundo Karteam, os comandos de um kart equipado com chassis FA, preparado por Filipe Figueiredo e Silva, Tiago da Silva estabeleceu a quarta melhor marca nos treinos cronometrados, com o registo de 55,602s.

Na Final 1, da qual arrancou da segunda linha, o piloto de Paredes não escapou aos habituais toques após a partida e foi relegado para as últimas posições, conseguindo depois recuperar até ao sexto lugar. Na Final 2, depois de largar da sexta posição, Tiago da Silva fez uma boa recuperação e foi o segundo a ver a bandeira xadrez.

Com estes resultados nas Finais 1 e 2, o piloto do Cabo do Mundo Karteam arrancou da quarta posição para a Final 3, mas logo na segunda volta foi forçado a abandonar com problemas no seu kart. “Verificámos que a centralina não estava bem. E foi por isso que o motor deixou completamente de funcionar. A sorte não esteve do meu lado nesta prova… sobretudo na última corrida. O pódio estava perfeitamente ao meu alcance, pois fui segundo classificado na Final 2. Assim, com o somatório das classificações das três finais, terminei esta prova na sexta posição. Agora há que pensar em obter uma boa classificação na próxima jornada, em Baltar, pois o Rotax Max Challenge Portugal ainda agora começou e é composto este ano por cinco provas”, comentou no final, Tiago da Silva, piloto que conta com o apoio da Cooflex, Mindol, Soft Visco by Eraflex e Colmol.

Antes disso, entre os dias 10 e 12 de abril, Tiago da Silva vai disputar a primeira prova das Series Rotax em Espanha, no Kartódromo Internacional Lucas Guerrero, em Chiva, situado a cerca de 30 quilómetros de Valência. Em 2014, o piloto de Paredes foi 11º classificado entre um vasto e experiente pelotão com mais de 30 pilotos, assim como foi 6º classificado na Taça Mojo – vulgo Taça Ibérica –, disputada em duas provas (quatro corridas) – com os mesmos pontos dos 4º e 5º classificados.

OKKART srl © COPYRIGHT 2016 | P.IVA 02629390598 | PRIVACY POLICY